Zé Trovão é denunciado pela ex-companheira por agressão física e psicológica

ONU alerta sobre risco de aquecimento global chegar a quase 3ºC
20/11/2023
Deflagrada operação contra tráfico transnacional de drogas em SC e mais três estados
21/11/2023
ONU alerta sobre risco de aquecimento global chegar a quase 3ºC
20/11/2023
Deflagrada operação contra tráfico transnacional de drogas em SC e mais três estados
21/11/2023

Neste domingo (19), Ana Rosa Schuster Silveira, noiva do deputado federal bolsonarista, Zé Trovão (PL), acusou o parlamentar de violência doméstica. A denúncia foi registrada na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, em Brasília.

Segundo fontes que tiveram acesso ao depoimento de Ana Rosa,  ela narrou ter sido vítima de agressões, como tapas, e que teria sido “enforcada” por  Zé Trovão.

Ana Rosa relatou que Zé Trovão chegou ao apartamento em que eles moram, por volta das 4h da madrugada. Às 11h, eles teriam iniciado uma discussão e o deputado teria passado a agredi-la psicologicamente, afirmando que queria terminar o noivado.

A mulher então teria se exaltado e dito que até então, seu noivo, seria “um lixo”. Ana Rosa também disse que o deputado a teria empurrado contra a parede, desferido tapas e tentado enforcá-la.

Antes de liberá-la, Zé Trovão ameaçou a noiva afirmando que ela não seria mais um “empecilho” em sua vida. Ana Rosa Schuster utilizou o telefone para solicitar assistência.

De acordo com o relato dela às autoridades, o parlamentar teria a acompanhado até o térreo, expulsando-a do prédio antes da chegada da polícia.

O deputado também compareceu à polícia para dar sua versão dos fatos.

Ana Rosa Schuster Silveira foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para exames de lesão corporal e a ocorrência foi enquadrada na Lei Maria da Penha.

A Justiça concedeu à ex-companheira de Zé Trovão uma medida protetiva contra o parlamentar, por meio da Lei Maria da Penha, sob a acusação de agressão física e psicológica.

Zé Trovão, eleito  por Santa Catarina, foi alvo de investigação e posteriormente detido devido a discursos de ódio dirigidos ao presidente Lula (PT) e obrigado a usar tornozeleira eletrônica, ele teve suas redes sociais suspensas.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido