Sul do Brasil enrentará númerosas e fortes tempestades

STF valida lei para que imóveis financiados possam ser retomados sem decisão judicial
27/10/2023
Gaza: brasileiros estão nas cidades com mais mortes em 24 horas
27/10/2023
STF valida lei para que imóveis financiados possam ser retomados sem decisão judicial
27/10/2023
Gaza: brasileiros estão nas cidades com mais mortes em 24 horas
27/10/2023

 

A MetSul Meteorologia alerta que estes últimos dias de outubro e os primeiros do mês de novembro terão uma muito alta frequência de temporais nos estados do Centro e do Sul do Brasil com numerosas tempestades, inclusive localmente fortes a severas com potencial de danos por vento forte e granizo de variado tamanho. O cenário que se esboça para estes últimos dias de outubro e o começo do mês que vem é de enorme instabilidade no Sul do Brasil e que vai se estender ao Centro-Oeste e ao Sudeste do Brasil. Serão muitos dias com chuva localmente forte a intensa que virá com nuvens muito carregadas que vão causar também temporais.

Praticamente todos os dias entre hoje e o final da primeira semana de novembro vão ter condições propícias para o registro de temporais isolados de vento e granizo nos estados do Sul, Centro-Oeste e o Sudeste do Brasil, acompanhando um padrão de vários sistemas de instabilidade em sequência movendo-se de Oeste para Leste. Este é o tipo de cenário que por meses se temia e se alertou em consequência do El Niño. Durante todo o primeiro semestre, a MetSul Meteorologia advertiu que a segunda metade do ano teria uma frequência muito alta de temporais com granizo e vendavais no Centro-Sul do Brasil.

Não surpreende que esta longa sequência de dias com condições propícias a temporais ocorra neste fim de outubro e no começo de novembro, uma vez que, à medida que avança a primavera, a atmosfera gradualmente fica mais quente sobre o Brasil. Ar quente garante a energia para a formação de tempestades. Temporais, por natureza, tendem a ser isolados. Assim, não haverá tempestades em todas as cidades. Por outro lado, a área de risco de temporais neste fim de mês e no começo de novembro é muito ampla, compreendendo grande parte do Sul do Brasil e ainda a maior parte do Centro-Oeste e do Sudeste.

 

Primeira onda de temporais neste fim de semana

 

A maior preocupação  nos próximos sete a dez dias será o excesso de chuva no Sul do Brasil com acumulados que devem atingir de 250 mm a 500 mm em grande número de cidades da Metade Norte do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina e o Paraná, o que levará a inundações, cheias de rios, enchentes e deslizamentos de terra.

A instabilidade, porém, trará também temporais e que serão numerosos no Centro e no Sul do Brasil no período. No Sul, as áreas de maior risco estão entre a Metade Norte gaúcha e o Paraná, mas, notadamente, o Noroeste e o Norte gaúcho, o Oeste de Santa Catarina e a Metade Oeste do Paraná. A instabilidade, que já atingiu ontem pontos dos estados paranaense e catarinense, vai aumentar muito sobre a Região Sul nesta sexta, especialmente da tarde para a noite, com chuva localmente forte e temporais isolados.

Sábado

A instabilidade tende a aumentar muito mais neste sábado no Sul do país com chuva muito intensa em diversas cidades, com acumulados de 100 mm a 200 mm em apenas 24 horas com inundações repentinas, e ainda tempestades de granizo com risco de vendavais isolados. Os mapas abaixo mostram as projeções de chuva para a madrugada, manhã, tarde e noite deste sábado.

Domingo

No domingo, fortes áreas de instabilidade ainda trazem chuva intensa e volumosa em muitas cidades catarinenses e paranaenses enquanto no Rio Grande do Sul o sol aparece e a temperatura dispara, o que pode levar a temporais isolados da tarde para a noite pelo calor. Chama atenção, aliás, que as projeções de probabilidade de granizo são muito altas para a tarde e noite do domingo numa extensa área entre o Nordeste da Argentina, o Uruguai e o Rio Grande do Sul, o que sugere que o calor deve formar áreas de instabilidade isoladas com tempestades que podem trazer granizo de variado tamanho com a elevada temperatura.

Muitos raios são esperados

A intensa instabilidade virá acompanhada de muitos raios. As descargas no Sul do país devem ser mais numerosas no Noroeste gaúcho e no Oeste de Santa Catarina e do Paraná.  Diariamente haverá descargas em muitas áreas e com altíssima ocorrência de raios mais a Oeste do Sul do Brasil.

Fonte: MetSul

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido