O seguro DPVAT ainda garante cobertura para as vítimas de acidentes de trânsito

Confira a previsão do tempo para a primeira semana de abril
01/04/2024
Acompanhe o julgamento de Sérgio Moro na cassação de registro ou perda de diploma
01/04/2024
Confira a previsão do tempo para a primeira semana de abril
01/04/2024
Acompanhe o julgamento de Sérgio Moro na cassação de registro ou perda de diploma
01/04/2024

O DPVAT é um seguro obrigatório que indeniza as vítimas de acidentes de trânsito em todo o Brasil, sejam eles motoristas, passageiros ou pedestres.

“Importante lembrar que desde 2019 o DPVAT deixou de ser cobrado, mas ainda garante cobertura para as vítimas de acidentes de trânsito em todo o país.”, explica o advogado Rogério Giessel Junior 

Quais são as coberturas oferecidas pelo DPVAT?

O seguro DPVAT oferece três tipos de cobertura para os beneficiários:
Indenização por morte;
Invalidez permanente total ou parcial;
Reembolso de despesas médicas e hospitalares (DAMS) necessárias para o tratamento da vítima do acidente de trânsito.

A indenização por morte é paga aos beneficiários em caso de óbito da vítima do acidente de trânsito. Já a cobertura para invalidez permanente total ou parcial oferece indenização em dinheiro para a vítima do acidente que ficou com alguma sequela decorrente do acidente, como perda de um membro ou limitação de movimentos.

Por fim, a cobertura para DAMS reembolsa as despesas médicas e hospitalares necessárias para o tratamento da vítima do acidente, como internações, cirurgias, medicamentos e outros procedimentos médicos.

É importante ressaltar que o reembolso é limitado ao valor máximo estipulado pelo DPVAT para cada tipo de cobertura.

Quem tem direito a receber o DPVAT?

Qualquer vítima de acidente de trânsito envolvendo veículos automotores terrestres (carros, motos, ônibus, caminhões etc.) tem direito a receber o DPVAT, independente de quem tenha sido o responsável pelo acidente.

Isso inclui:

Motoristas
Passageiros
Pedestres

Como solicitar o DPVAT?

Para solicitar o DPVAT, é necessário reunir a documentação necessária. Importante destacar que a partir de 2021, a administração do seguro DPVAT passou para a Caixa Econômica Federal, antes sob responsabilidade da seguradora líder. Dessa forma, a partir de janeiro de 2021, todos os pedidos de indenização relacionados a acidentes devem ser solicitados na Caixa Econômica Federal.

Documentos necessários para solicitar o DPVAT

Os documentos necessários para solicitar o DPVAT podem variar conforme a situação. Em geral, é necessário apresentar os seguintes documentos:

Boletim de ocorrência policial (para casos de morte, invalidez permanente ou despesas médicas);
Documento de identificação da vítima;
Comprovante de residência da vítima;
Além disso, dependendo do tipo de indenização solicitada, podem ser necessários documentos adicionais, como laudos médicos ou de perícia. É importante o acompanhamento por um escritório de advocacia especializado para saber quais documentos são necessários para cada caso específico.

Qual é o valor a receber do DPVAT e como é feito o pagamento?

O DPVAT cobre despesas de indenização por danos físicos ou morte causados por acidentes de trânsito, com valores que variam conforme a gravidade das lesões sofridas pela vítima, devidamente comprovadas. Atualmente, os valores da indenização por cobertura são:

Reembolso de despesas médicas e hospitalares: até R$ 2.700,00;
Invalidez permanente: até R$13.500,00;
Morte: R$13.500,00.
O valor a ser recebido pelo seguro DPVAT em caso de invalidez permanente é calculado levando em consideração o grau de incapacidade da vítima. Já o reembolso de despesas médicas e hospitalares é feito mediante comprovação documental das despesas realizadas.

Em caso de aprovação do pagamento, ele é realizado em conta digital CAIXA em até 30 dias, em nome da vítima ou de seus beneficiários. É importante ressaltar que o prazo para solicitação da indenização é de até 3 anos a partir da data do acidente.

Como um advogado pode ajudar na solicitação do DPVAT?

Um advogado especializado em seguro DPVAT pode ajudar em diversos aspectos relacionados à solicitação do seguro, como:

Orientação: o advogado pode orientar o cliente sobre quais documentos são necessários para a solicitação do DPVAT e como obtê-los.
Análise de elegibilidade: Avaliação jurídica para saber se o cliente tem direito à indenização do DPVAT e qual seria o valor a ser recebido.
Representação: Representar o cliente na solicitação do DPVAT, desde a elaboração e apresentação dos documentos até o acompanhamento do processo, objetivando atingir o maior valor possível do seguro em curto espaço de tempo.
Recurso: caso o pedido seja negado, o advogado pode ajudar o cliente a recorrer da decisão e apresentar novas evidências para comprovar a elegibilidade à indenização.
Ação judicial: se houver necessidade, o advogado pode ingressar com ação judicial para garantir que o cliente receba a indenização devida do DPVAT.
Em resumo, um advogado especializado pode ajudar o cliente a garantir que todos os procedimentos sejam feitos corretamente, aumentando as chances de êxito na solicitação da indenização do seguro DPVAT.

 

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido