Nova onda de tempestades deve atingir o Sul do Brasil

MPSC firmará parceria para prevenção e repressão das fraudes em combustíveis
06/09/2023
Câmara de Vereadores de Joinville concederá honrarias à três magistrados
06/09/2023
MPSC firmará parceria para prevenção e repressão das fraudes em combustíveis
06/09/2023
Câmara de Vereadores de Joinville concederá honrarias à três magistrados
06/09/2023

A MetSul Meteorologia alerta para novo episódio de intensa instabilidade no Rio Grande do Sul com onda de tempestades de granizo e vendavais com chuva forte que afetará o Sul do Brasil, parte do Centro-Oeste, o Paraguai, Nordeste da Argentina e o Uruguai.

Frente quente começa a se formar na noite de hoje no Oeste, no Centro e no Sul gaúcho e trará tempo muito instável com chuva forte e tempestades amanhã no estado. Será a segunda onda de chuva forte e temporais a afetar o território gaúcho nesta semana.

Este segundo episódio de instabilidade da semana vai atingir todas as regiões gaúchas, mas os seus efeitos em termos de chuva serão mais sentidos no Oeste e no Sul, especialmente na fronteira com o Uruguai e áreas próximas, diferentemente do primeiro que teve maior impacto sobre a Metade Norte gaúcha com vendavais e chuva extraordinária que ficou entre 300 mm e 400 mm em alguns pontos, o que levou à catástrofe no Vale do Taquari.

Nuvens muito carregadas vão rapidamente se formar entre a madrugada e a manhã desta quinta sobre o Uruguai, o Oeste e o Sul gaúcho com chuva intensa, muitos raios e granizo. A chuva vai se estender a pontos do Centro e do Leste do estado enquanto ar muito quente ingressa pelo Noroeste e o Norte com calor e a presença de sol em diferentes cidades.

Uma baixa pressão se aprofunda como ciclone a Leste da Argentina, longe do Sul do Brasil, o que movimentará a frente para Norte da tarde para a noite da quinta como um sistema frontal frio. Na noite de quinta, a frente atinge o Centro e o Noroeste do estado. Na madrugada da sexta, o sistema alcança o Norte e o Nordeste gaúcho, incluindo a Grande Porto Alegre. No decorrer da sexta-feira, a frente fria leva chuva e temporais ainda ao Nordeste da Argentina, o Paraguai, Santa Catarina, Paraná e parte do Mato Grosso do Sul.

RISCO DE TEMPESTADES DE VENTO E GRANIZO

A MetSul adverte que primeiramente a frente quente e na sequência a frente fria vão trazer condições de tempo severo para o Rio Grande do Sul e o restante do Sul do Brasil. Serão dois momentos de forte instabilidade conexos e com potencial de transtornos para a população e risco de danos.

O primeiro momento será a da frente quente. Uma intensa corrente de jato em baixos níveis da atmosfera vinda do Centro-Oeste e da Bolívia vai ingressar no Rio Grande do Sul nesta quinta. O ar quente ao encontrar a massa de ar frio sobre o estado vai formar a frente quente sobre o Uruguai, o Oeste e o Sul gaúcho.

No segundo momento, impulsionada por um ciclone no Leste da Argentina e ar frio em sua retaguarda, a frente quente passa a ser fria e se desloca para Norte. Ao avançar pelo Rio Grande do Sul no final da quinta e no começo da sexta, a frente fria provocará chuva forte e temporais com vento e granizo na sua passagem pelo Centro, Noroeste, Norte e o Nordeste gaúcho. A frente alcança a área de Porto Alegre na madrugada da sexta.

Há risco de temporais fortes a severos com danos, especialmente na Metade Norte gaúcha, no Oeste catarinense e paranaense e no Mato Grosso do Sul no deslocamento da frente fria no final da quinta e durante a sexta. Uma vez que a frente vai se deslocar rapidamente e em forma de linha, há um elevado potencial de vento forte com possibilidade de vendavais fortes a intensos com danos em algumas cidades.

fonte MetSul

 

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido