Disputa entre grupos criminosos no México deixa 19 mortos

Ministério da Saúde alerta para baixas temperaturas no Sul
02/07/2024
Adolescente que cometeu atentado em escola de SC é internado provisoriamente
02/07/2024
Ministério da Saúde alerta para baixas temperaturas no Sul
02/07/2024
Adolescente que cometeu atentado em escola de SC é internado provisoriamente
02/07/2024

Pelo menos 19 pessoas, algumas delas de nacionalidade guatemalteca, foram encontradas mortas a tiros em uma região do sul do México que se tornou um foco crescente de violência devido à disputa entre grupos criminosos pelo tráfico de drogas e de imigrantes.

Os corpos foram encontrados por policiais e soldados no reboque de um caminhão de carga usado para construção no município de La Concordia, no Estado de Chiapas, informou a promotoria local em um comunicado divulgado na noite de segunda-feira (1º) nas mídias sociais.

“Foi um confronto lamentável (…) na área de fronteira com a Guatemala, há dois grupos que estão em conflito. Isso vem ocorrendo há algum tempo”, disse o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, aos repórteres nesta terça-feira (2). “Qual é a razão para isso? Tráfico de drogas e também tráfico de imigrantes.”

A promotoria de Chiapas disse que recebeu uma denúncia no domingo e enviou pessoal ao local, onde os corpos foram encontrados. Ainda não foram identificados 13 corpos. Todas as vítimas eram homens.

“Lamentavelmente, nesses assassinatos, há pessoas da Guatemala. São mexicanos e guatemaltecos, irmãos guatemaltecos”, acrescentou López Obrador.

Segundo a imprensa mexicana, acredita-se que os corpos sejam de membros do Cartel de Chiapas e Guatemala, que foram mortos por membros do poderoso Cartel de Sinaloa, liderado há anos por Joaquín “El Chapo” Guzmán, que está cumprindo pena de prisão nos Estados Unidos.

Uma fonte de segurança no Estado do sul afirmou que, como resultado do aumento do fluxo de imigrantes para o México e os Estados Unidos vindos das Américas Central e do Sul e do Caribe, a presença do Cartel de Sinaloa, que se originou no Estado do norte de mesmo nome, tornou-se cada vez mais intensa em Chiapas.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido